Maldito taurino (19-05)

/
0 Comments
É estranho escrever um texto de aniversário sobre uma pessoa que eu não converso mais, o mais estranho é eu dedicar amor a esse alguém que não se importa com o tal.

O parabenizo por além de ser um cretino ser essa pessoa incrível, que mudou tudo que eu sabia sobre mim, eu achava que era limitada e que tudo sobre mim eram leis imutáveis. Julgava impossível alguém ter paciência de lidar comigo, e já não me via como uma pessoa amável.

Você mudou, eu, logo eu, que sempre bati o pé que morreria sendo a mesma pessoa, que seguiria para sempre os mesmos princípios. Às vezes acho que essa foi ou é sua missão, não mudar apenas eu, mas o mundo, nem que esse mundo seja o pequeno mundo ao seu redor.

Você diz não acreditar no amor, mas ainda o espalha por onde passa, é uma pena não compartilharmos nosso caminho.

Apesar de eu ainda ter diversos discursos de ódio para você, ainda ter muito o que falar, ainda tentar me libertar constantemente de tudo o que você foi e continua sendo para mim. Eu agradeço por cada segundo que me ofereceu, eu não sabia o que era alguém importar-se comigo, eu não sabia que eu podia amar e eu não sabia que um dia não seria egoísta em relação a alguém.

Sempre coloquei diversos muros para as pessoas pularem, mas para você construí uma ponte para passar à vontade, até a vontade passar.

Invejo aqueles que podem estar ao seu lado, sempre invejarei quem roubar seu coração e invejo ainda mais você, por ser quem é.

Prometo parar de procurar por você em todas as boas ações e em todos os meus impulsos. Mas não consigo prometer não te amar todos os dias, é isso que sou, morrerei de amor por você, até o dia que eu aprender a viver de amor por alguém.

Queria lhe entregar isso, queria lhe dar um presente, queria lhe dar uns abraços/uns amassos, são tantos querer’s ligados ao impossível que acho que a única coisa que realmente quero é que você esteja bem e que algum dia nossos caminhos se cruzem de uma forma que não seja dolorosa, ao menos para mim.


*espero que dos seus próximos aniversários eu o esqueça.


You may also like