Num mundo perfeito ele leria aquele livro, correria até a casa dela e a beijaria até perder o fôlego e ao recuperá-lo a beijaria de novo.


Mas ela melhor do que ninguém sabia das imperfeições do mundo e do amor. Ele leu o livro, jogou-o entre suas bagunças e sumiu, assim como nunca deveria ter aparecido.

Compartilhe

Sobre o Autor

ANDRESSA PONTES Jornalista e fotógrafa nas horas vagas.Neste blog posto pensamentos,frases e textos de autoria própria. Me siga nas redes sociais e curta o blog!