Sabe, eu sinto falta de ser menina, de dançar na chuva, chorar sozinha num quarto escuro, encontrar mil e um amores e ainda sim dormir sozinha. Talvez nem seja falta de ser realmente uma garotinha que vivia as noites como se fossem dias, talvez seja a falta de não pensar no amanha, é tão mais fácil viver apenas o aqui e o agora, como se o futuro pertencesse a um outro alguém de uma outra história.

Compartilhe

Sobre o Autor

ANDRESSA PONTES Jornalista e fotógrafa nas horas vagas.Neste blog posto pensamentos,frases e textos de autoria própria. Me siga nas redes sociais e curta o blog!