Segurei em suas finas e delicadas mãos e por um instante senti o mundo tornar-se tão pequeno. Vi nossa vida inteira passar diante desses seus olhos azuis. Azuis como o céu em um dia quente de verão.  A partir daquele momento, todos os dias se tornam quentes e os anos decorreram em eternos verões. 

Compartilhe

Sobre o Autor

ANDRESSA PONTES Jornalista e fotógrafa nas horas vagas.Neste blog posto pensamentos,frases e textos de autoria própria. Me siga nas redes sociais e curta o blog!