Um estranho no ônibus

/
0 Comments


                Uma vez conheci um garoto no ônibus. Eu estava com uma camiseta surrada do Iron Maiden, ele com um moletom qualquer. Eu nem havia notado sua presença, até o momento que senti seu halito quente falar algo em meu ouvido quase inaudível. Foi irritante primeiramente. Então olhei para o banco de trás onde o mesmo estava e sorri, apesar de tudo sorrir é sempre bom. Ele me revelou que se sentiu curioso, pois naquela época era raro alguém com camiseta de banda e uma maquiagem forte.
                Ele não era um garoto bonito, nem de longe atraente. Ele era um estranho falando comigo no ônibus, eu nem se quer queria dar atenção para ele.
                Mas quando ele abriu a boca novamente e me ofereceu suas palavras vi toda a beleza do mundo, por alguns segundos me apaixonei por um estranho no ônibus.
                Ele me mostrou uma poesia clichê, que no começo me dava asno. Mas notei que na verdade ele era um garoto interessante procurando por pessoas como ele naquela cidade pequena. Trocamos e-mail’s e mais tarde algumas poesias. Uma vez para nunca mais.
                Em minha vida ele não passou de um garoto no ônibus, mas um garoto melhor do que pessoas que me acompanhavam todos os dias. Já passou muito tempo desde quando o vi. Mal lembro sua aparência, suas palavras se perderam em minha memória, mas o sentimento que ele me passou, o calor que tocou em minhas mãos, ficará eternamente guardado num canto qualquer dessa minha mente apática. 


You may also like