Que nessas asneiras desse lúcido dia a dia, um dia eu perceba que a vida não é cocaína, que olhares cansados carregam o pesar de tempestades que nunca cessaram. Assim como esses sorrisos gostosos que carregam um mar de lágrimas e sentimentos desamparados.

Compartilhe

Sobre o Autor

ANDRESSA PONTES Jornalista e fotógrafa nas horas vagas.Neste blog posto pensamentos,frases e textos de autoria própria. Me siga nas redes sociais e curta o blog!